sábado, 22 de abril de 2017

Estado Islâmico afirma que irá intensificar ações militares contra Israel

Em entrevista concedida a Aaron Klein e Ali Waked, repórteres do veículo de comunicação Breitbart Jerusalem, um militante do grupo terrorista Estado Islâmico declarou que o movimento deverá "intensificar ações militares contra Israel", incluindo lançamentos de foguetes a partir da Península do Sinai e da região de Gaza - onde o movimento salafista faz parcerias com o grupo Hamas. O militante do ISIS, Abu Baker Almaqdesi, declarou que o Estado Islâmico pretende "intensificar suas ações em todas as áreas de fronteira de Israel". A notícia foi publicada ontem, dia 21.

Conforme a reportagem, "o grupo antissemita Estado Islâmico está decidido a se aproximar das fronteiras de Israel - essa é a versão dada por um de seus militantes na Faixa de Gaza". O militante extremista afirmou que "o objetivo do grupo é avançar a partir de todas as direções para a 'Palestina Ocupada' e lutar contra os judeus, com o objetivo de expulsá-los das terras islâmicas". Em outras ocasiões, representantes do Estado Islâmico já haviam declarado que o movimento realizaria "ataques contra os Estados Unidos e Israel", percebidos como os maiores inimigos estratégicos do jihadismo, entre as nações ocidentais.

Aaron Klein e Ali Waked destacam que, na entrevista, o militante salafista Abu Baker Almaqdesi sempre se refere ao Estado de Israel como "a Palestina Ocupada". O movimento terrorista, assim como as organizações antissemitas Hamas, Fatah e Hezbollah, não reconhece a existência do Estado de Israel e promove guerra cultural e étnica contra os judeus e indivíduos ou organizações associados à imagem do mundo ocidental.

Na entrevista, o militante destacou que "a orientação principal [do Estado Islâmico] é a 'liberação' de Jerusalém. Os judeus se beneficiaram com o esvaziamento dos locais sagrados do Islã - eles conseguiram isso porque alguns muçulmanos se distanciaram de sua fé". Almaqdesi acrescentou que o movimento terrorista "continuará a lançar mísseis contra os judeus e continuará a promover atentados contra os judeus e seu governo na Palestina e em todos os locais sagrados". Apesar das declarações do militante, o movimento terrorista continua a perder territórios no Oriente Médio, em decorrência da ação militar dos Estados Unidos, da Síria e da Rússia, que já venceram o ISIS em algumas de suas principais cidades.

Mais sobre o tema - reportagem do canal RT America sobre as recentes derrotas do Estado Islâmico na Síria:



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...