domingo, 14 de maio de 2017

Filho de Osama Bin Laden convoca terroristas a "ataques contra os judeus e os Estados Unidos"

Em vídeo divulgado pelos grupos terroristas as-Sahab e Al-Qaeda, o filho de Osama bin Laden, Hamza bin Laden, convocou os militantes jihadistas de todo o mundo a "ataques contra os Estados Unidos e os judeus". O jovem integrante da nobreza saudita declarou que "os muçulmanos devem agir na América, no Ocidente e na Palestina ocupada" para iniciarem ataques em massa nos locais em que se encontram, "ao invés de viajarem para o Oriente Médio", em referência aos terroristas-voluntários que se juntam ao Estado Islâmico. Hamza e seu pai atuaram no Afeganistão, como aliados dos terroristas do movimento talibã - após a morte de Osama bin Laden, o filho jurou "se vingar" da ação dos Estados Unidos que derrubou o principal líder do extremismo salafista internacional. A notícia sobre a mensagem de Hamza bin Laden foi divulgada hoje pelo portal de notícias Breitbart Jerusalem.

Conforme o veículo de comunicação, "o apelo foi divulgado em um vídeo de dez minutos, que inclui trechos de filmagens de ataques terroristas em Israel e em outros países. O jovem, de origem saudita, encorajou muçulmanos 'que estão na América, nos países ocidentais ou na Palestina ocupada' a iniciarem ataques, através de ações como 'lobos solitários', onde quer que estejam, ao invés de iniciarem viagens para aliarem-se ao jihadismo militante no Oriente Médio". O ISIS também divulgou, recentemente, vídeos de propaganda similares, encorajando simpatizantes a realizarem ataques com "pedras, carros e facas" contra cidadãos de países ocidentais.

O portal Breitbart divulgou parte do texto do organizador terrorista: "saibam que infligir punição aos judeus e aos cruzados onde vocês estiverem é mais humilhante e severo para os inimigos". O vídeo, conforme o portal de notícias, foi disponibilizado através de um perfil do Youtube controlado pelos grupos terroristas as-Sahab e Al-Qaeda. O grupo extremista Estado Islâmico, formado por integrantes da organização liderada pelo pai de Hamza, adota estratégias de propaganda similares.

Na reportagem, o site ainda informa que "em janeiro, Hamza bin Laden foi acrescentado pelas forças de segurança e contra-terrorismo dos Estados Unidos a uma lista de procurados de grande periculosidade". O jovem teria especificado que "os indivíduos que buscam o martírio devem procurar alvos judaicos em toda a parte. Caso estes não estejam disponíveis, devem buscar alvos ligados aos Estados Unidos e à OTAN".


Mais sobre o tema - canal PragerU fala a respeito do antissemitismo dos movimentos extremistas-salafistas:



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...